• MiraSado

Calidris Canutus (Seixoeiras)

Dia 3 de maio de 2018, um dia ventoso que a única promessa que deixava era algumas ondas que ao embaterem na embarcação trariam algumas gotas de água salgada para o rosto. Uma ausência da cor habitual dentro do Estuário do Sado, os flamingos (phoenicopterus roseus) não estavam presentes na área onde passam as rotas dos nossos passeios. Os nossos Phoenicopterus roseus andavam pelas salinas a repousar e a alimentar-se nas águas paradas destes espaços.

A atividade começou por volta das 16:00h com um preia-mar de altura máxima de 2,90m às 17:57h consoante o zero hidrográfico. Saímos num birdwatching "Your Tour" com um casal proveniente do Norte do país.

Um passeio que se traduziu ao vento que se fazia sentir, mas também a um dos mais belos dias de birdwatching para a época do ano presente.

Com muito pouco rosa, apenas com o avistamento de 10 flamingos o grande foco foram as aves limícolas. Começamos com os grupos de Numenius arquata (Maçarico Real) com alguns bandos de Calidris alpina (Pilrito de peito preto) a intervalar.

A passagem de uma fêmea de Anas platyrhynchos com os seus 11 pequenos no meio das águas estuarinas começou a deliciar os participantes.

O melhor estava por vir, e numa mistura de espécies eis que surgem cores alaranjadas por todo o lado: As Calidris canutus (Seixoeiras) tinham chegado. Marcaram presença em grande número e sem atrasos, sendo a primeira quinzena de maio a época propicia para os primeiros avistamentos. Com a cor nupcial já bem definida em alguns indivíduos, até ao salpicado branco e laranja, ou até à cor de invernada. Com estes bandos deu para ver um pouco de tudo desta espécie no que toca a colorações.

Mas os grandes avistamentos não ficaram por aqui. Com um registo de 6 indíviduos no total do passeio, a espécie Hydroprogne caspia (Garajau grande) também fez questão de se mostrar.

Até ao final houve tempo de se registar em voo picado um Falco peregrinus (Falcão peregrino) tal como um Falco tinnunculus (peneireiro comum) e mesmo perto do final, eis que surge uma Pandion haliaetus (Águia Pesqueira) a sobrevoar a área para mais uma pescaria.

No total de 30 espécies a lista do dia terminou com avistamentos de:

Arenaria interpres (rola do mar);

Charadrius alexandrinus (borrelho de coleira interrompida);

Charadrius dubius (borrelho pequeno de coleira);

Calidris alpina (Pilrito de peito preto);

Limosa limosa (Milherango);

Limosa laponica (Fuselo);

Calidris canutus (Seixoeira);

Himantopus himantopus (Perna longa);

Tringa nebularia (Perna verde);

Pluvialis squatarola (Tarambola cinzenta);

Numenius arquata (Maçarico Real);

Numenius phaeopus (Maçarico galego);

Anas platyrhynchos (pato real);

Larus michaellis (Gaivota de patas amarelas);

Larus fuscus (Gaivota de asa escura);

Larus Ridibundus (Guincho);

Phoenicopterus roseus ( Flamingo);

Phalocrocorax carbo (corvo marinho);

Platalea leucorodia (Colhereiro);

Egretta garzetta (garça pequena branca);

Ardea cinerea (Garça Real);

Sternula albifrons (Chilreta);

Hydroprogne Caspia (Garajau grande);

Falco peregrinus (falcão peregrino);

Falco tinnunculus (Peneireiro comum);

Pandion Halieatus (Água pesqueira);

Hirundo rustica ( andorinha das chaminés);

Delichon urbicum (andorinha dos beirais);

Apus apus (Andorinhão preto);

Motocilla flava (alvéola amarela);





Pluvialis squatarola (Tarambola Cinzenta) / Calidris canutus (Seixoeiras) / Calidris alpina (Pilrito de peito preto)

8 visualizações

Empresa de Marítima-Turística RNAAT nº609/2015                                                             e-mail: info@mirasado.com

                                                                                                                                                                       Tel: +351 910723964 /  +351 968133842                                                                                                                                                        Local: Moinho de Maré da Mourisca, Estuário do Sado, Setúbal