Maçarico-Sovela (Xenus cinereus)

Uma das aves que, em opinião própria, para além de raridade no nosso país, (sendo o 5º registo em Portugal Continental) já há alguns anos que a sua misticidade consumia todas as observações outonais e invernais que fizera, 2019 foi o ano. Graças ao trabalho/hobby de birders nacionais foi possível localizar este indivíduo a "invernar" na Reserva Natural do Estuário do Sado em meados do mês de Novembro.

Esta espécie provém do Norte da Rússia/ Continente Asiático e migra para Sul alcançando África e Norte da Austrália.

Uma ave de estrutura pequena, comparativamente ao tamanho de um borrelho-grande-de-coleira, e com um comportamento com muitas semelhanças ao maçarico-das-rochas, faz-se diferenciar nesta época pela sua plumagem menos contrastada em tons de cinza/prata e branco, mas o seu bico longo e com curva ascendente realça a sua presença. De notar, a sua coloração nas patas, pois o seu laranja amarelado, é facilmente detetado, se não estiver com substâncias nas patas (lodo).

Uma das curiosidades desta ave enquanto se alimenta é o facto de após colocar o bico no lodo e capturar um anelídeo, faz uma pequena corrida para a margem e tenta limpar o mesmo na água para não consumir partículas de lodo, ou tentar minimizar o consumo das mesmas.



37 visualizações

Empresa de Marítima-Turística RNAAT nº609/2015                                                             e-mail: info@mirasado.com

                                                                                                                                                                       Tel: +351 910723964 /  +351 968133842                                                                                                                                                        Local: Moinho de Maré da Mourisca, Estuário do Sado, Setúbal